A ORGANIZAÇÃO ESPACIAL EXCLUDENTE DA UFCG PARA PESSOAS COM CEGUEIRA

##plugins.themes.academic_pro.article.main##

Dra. Sonia Maria de Lira
Dr. Paulo Sérgio Cunha Farias

Resumen

Este ensaio tem por objetivo analisar algumas normatizações que tratam da acessibilidade para
estudantes com cegueira, verificando sua operacionalização espacial no campus sede da
Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Para isso, foram feitas análises de algumas
normas técnicas e legislações vigentes e a verificação das suas aplicações para a adaptação do
espaço dessa Instituição de Ensino Superior (IES). Para a coleta do material empírico, foram feitos
registros fotográficos desse espaço institucional, a fim de evidenciar a sua adaptabilidade ou não
para a inclusão espacial desses educandos. Entre os resultados alcançados, identificamos que o
arranjo espacial dessa instituição pública apresenta formas geográficas que são inacessíveis para
os graduandos com cegueira, além de existirem poucos pisos táteis, os quais muitas vezes são
descontínuos e inadequados. Além disso, não há sinalização e orientação para a mobilidade com
segurança destes sujeitos, dificultando o acesso a equipamentos fundamentais para a construção
de seus conhecimentos como laboratórios, bibliotecas, salas de aulas, repartições administrativas
etc.

##plugins.themes.academic_pro.article.details##