A AQUISIÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA COMO SEGUNDA LÍNGUA POR ESTUDANTES SURDOS BRASILEIROS: O QUE ESPERAMOS PARA O AMANHÃ?

##plugins.themes.academic_pro.article.main##

Dr. Matheus Lucas de Almeida
Mg. Juanna Beatriz de Brito Gouveia
Dr. Michelle Mélo Gurjão Roldão
Dr. Wanilda Maria Alves Cavalcanti

Resumen

Esse estudo realiza reflexões acerca das barreiras encontradas pelos surdos em relação à aquisição
da língua portuguesa e sobre possíveis ações que podem ser tomadas para superar esses
problemas e entraves. O estudo possui uma abordagem qualitativa de cunho bibliográfico e segue
as orientações de Triviños (2010). Ajudam a embasar o trabalho autores como Quadros (1997, 2005,
2019), Alves e Cavalcanti (2019), Stumpf et. al (2020), Reis e Morais (2020), Almeida (20021), entre
outros. Os dados revelam que a aquisição da língua portuguesa pelos alunos surdos não trilha os
mesmos passos que a dos alunos ouvintes. Além disso, foi possível identificar que a aquisição da
língua de sinais e da escrita de sinais são importantes para o fortalecimento da aquisição da língua
portuguesa. Nesse contexto, fatores como diferenças maturacionais no aprendizado do português,
o domínio da LIBRAS e os estímulos familiares e escolares são importantes no processo de
aquisição.

##plugins.themes.academic_pro.article.details##