DE VOLTA PARA O FUTURO? A ESCRAVIDÃO CONTEMPORÂNEA E A PRECARIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DE TRABALHO

##plugins.themes.academic_pro.article.main##

Lic. Larissa Silva de Oliveira
Lic. Paulo Roberto Silva
Dr. Rafael Fernandes de Mesquita

Resumen

Ao longo do tempo da história das civilizações, a convivência social em liberdade foi compartilhada com diversas formas de escravidão sobre os povos. O trabalhador da contemporaneidade pode situar-se preso, condição que vai à contramão da perspectiva do trabalho livre. Contemporaneamente essa relação de submissão e opressão ocasionam distanciamentos de interesses e de convivência. Apesar da pressuposição da abolição da escravatura, no contexto dos estudos organizacionais, sediscutem formas modernas de escravidão, práticas mais ou menos sutis, em que a privação da liberdade pode se dá a partir da precarização das relações de trabalho. Este trabalho de pesquisa objetivou analisar o conceito de escravidão contemporânea a partir da precarização das relações de trabalho tecnologizadas e da vida em sociedade observadas em linguagem fílmica. A metodologia desse estudo se caracteriza uma abordagem qualitativa, onde foi desenvolvido um estudo observacional na perspectiva de espectador não participante a uma narrativa fílmica. Como objeto de investigação reflexiva, utiliza-se um episódio da série Black Mirror, que apresenta situações sociais hodiernas a partir dos impactos sociais da tecnologia.De modo específico, foiorganizado um quadro teórico-analítico do conceito contemporâneo de escravidão a partir de estudos recentes sobre a precarização das relações de trabalho; e descrito a relação da precarização do trabalho como conceito de escravidão contemporânea a partir da observação analítica de uma narrativa fílmica. Como principais resultados têm-se, quea escravidão contemporânea sofre influência da tecnologização do trabalho. Estas relações tornam-se precarizadas, não somente pela fragilidade no âmbito financeiro, mas também em relação ao social. Foi possível observar que o contexto do episódio de Black Mirror,se assemelha ao que é vivenciado atualmente em outros contextos empíricos abordados em textos acadêmicos citados noestudo, já que muitos trabalhadores se vêem obrigados a render-se a um sistema de trabalho, muitas vezes, árduo e mal remunerado.

##plugins.themes.academic_pro.article.details##