MUDANÇAS INSTITUCIONAIS E POLÍTICA PÚBLICA DE ECONOMIA CRIATIVA: O CASO DE LISBOA – PORTUGAL

##plugins.themes.academic_pro.article.main##

Dr. José Ricardo Vitória
Dr. Magnus Luiz Emmendoerfer
Dra. Nina Rosa da Silveira Cunha
Ph. D. Joaquim Filipe Ferraz Esteves Araújo
Dra. Lénia Marques

Resumen

A Economia Criativa (EC) é um setor em crescimento em diferentes países e um objeto de interesse
de governos locais. O objetivo deste estudo é analisar as mudanças institucionais relacionadas com
desenvolvimento da política pública de EC ao nível local. Em termos metodológicos, utilizou-se um
modelo conceitual amparado na teoria institucional e no método estudo de caso do município de
Lisboa, Portugal. Os resultados apontam para um ambiente conflitante, em que as mudanças
institucionais se iniciam por uma série de acontecimentos consecutivos, considerados alicerces e
usados de maneira isomórfica para as decisões que levaram à elaboração dessa política, cujo
escopo foi responder a demandas socioambientais. Foram apontadas possíveis implicações desta
política pública para o desenvolvimento da EC em diferentes escalas territoriais, considerando que
a EC está ainda em processo de de institucionalização como campo organizacional.

##plugins.themes.academic_pro.article.details##