CENTENÁRIO DA OIT, O RENASCIMENTO NECESSÁRIO E IMPROVÁVEL NA EUROPA DESENVOLVIDA

##plugins.themes.academic_pro.article.main##

Dr. João Proença Xavier
Drdo. Manuel Ferreira Ramos
Mg. Maria Inês Basto

Resumen

Neste artigo, pretende-se fazer uma breve análise crítica, dos tempos modernos, em matéria de
direito do trabalho, à luz dos objectivos primeiros das Convenções da OIT que já manifestavam
preocupação crescente com as reformas sociais, sob a premissa de que a paz mundial só seria
possível se fosse baseada numa justiça social, que incluísse condições de trabalho dignas. Para
num “Brainstorming” intergeracional dos Advogados autores desta recensão, baseado na análise e
experiência da sua pratica jurídica, nesta matéria, evidenciada na actualidade, permitir, concluir que
estamos de volta quase ao ponto de partida, onde estranhamente se mantem a actualidade das
Convenções da OIT, com preocupações não muito distintas das que deram origem a estes
mecanismos internacionais de defesa dos Direitos Humanos, à cerca de 100 anos atrás.

##plugins.themes.academic_pro.article.details##